the end.

      É, já é dia 3 de dezembro, e sabe porque eu não gosto de fim de ano? PORQUE ELE ACONTECE TODO SANTO ANO, acabou se tornando chato...
       Esse ano eu vi cada coisa linda, fiz cada coisa legal, únicas mesmo, eu deixei o amor entrar, e não vou deixar ele sair, eu fui no Festival de Joinville, conheci gente nova, vi danças maravilhosas, que me fizeram lembrar do porque sou horrível, dancei muito. Eu trouxe cada experiencia como um aprendizado, cada detalhe, até cada vez que parei o mundo pra absorver o momento, eu sei, eu não sou certa, eu errei muito, ao longo de toda a vida, erros que não davam pra concertar, erros que traziam vergonha, e eu pude ver o quanto eu sou diferente, tenho poucos amigos, e gosto disso, não sou escrava de que os outros saibam o que eu estou fazendo, não estou correndo atrás de novos amigos, amo os meus, não corro atrás de gente "popular", eu não gosto de chamar a atenção, eu tenho medo de tudo, até de tomar banho sozinha em casa, eu espero alguém chegar, cada vez que escuto um passo atrás de mim na rua, eu acho que é alguém pra me matar, eu sou toda irritada, quase mato meus colegas, eu odeio estar em cima de um palco, eu canto porque eu gosto da sensação, mas amo cantar sozinha. Eu choro por qualquer coisa que não me faça sentir bem, eu já desmaiei  vendo sangue, eu arroto na frente de todo mundo, e do risada quando peido, eu sou um ser humano, e todos ele fazem isso, eu morro de nervoso quando to na frente de alguém que eu não conheço, sou cheia de não-me-toque, e acho que nasci no país errado, porque aqui todo mundo tem aquele intimidade que eu não se de onde vem, eu já deixei meu cachorro passar fome, e deixo ele triste quase todo dia, eu já fiz meu namorado ficar chateado comigo, por coisas que eu poderia não ter feito, mas eu não sou perfeita, não fui criada pra agradar, eu só tenho amigos guris, porque as garotas não intendem minha impaciência com elas, meus colegas deveriam apanhar uma surra, por me 'bullinar' a cada segundo, já joguei iogurte neles, cospi no meu namorado, arranquei o pedaço de pele de um deles, eu poderia estar falando apenas as coisas boas que fiz nesse ano, mas eu não consigo lembrar de nenhuma delas, poderia dizer que ajudei a velhinha a atravessar a rua, mas dei uma sapatilhada em uma esses dias sem querer, acho que quebrei o óculos dela, poderia dizer que tenho boas expectativas pra esse dezembro, mas peguei recuperação em física, poderia dizer que fui uma boa católica, mas eu não sou católica, e se fosse, eu pequei muito esse ano, eu fiz o que deveria ter feito, acompanhei meus amigos, dancei meu ballet, e namorei muito, amei muito.
ps: não se bater foto direito, eu começo a fazer caretas estranhas, não é minha culpa não ser bonita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário