- Vamos, anda logo ! Afinal, o que te impede ?
 - Eu não posso !
 - Você encontrou outra pessoa, é isso ?
 - Não é isso, eu só não posso !
 - É esse seu medo, você é sua própria inimiga !
 - Não diz isso, não é verdade !
 - Escuta o que eu digo, você é a sua pedra no caminho ! É esse seu jeito, a sua sua forma de ver as coisas, você tem medo do que nunca viu, do que nunca sentiu, tem saudade do que nunca viveu, isso te faz feliz ?
 - Você não entendeu...Não vai entender nunca !
 - Me permita entender, venha, deixa isso pra trás, esqueça que os outros existem, e todas as outras coisas, esqueça horários, regras, vamos ter uma vida, filhos.
 - Eu não posso ! - disse enquanto derramava lágrimas desesperadas.

   E virou, seguiu seu caminho, pegou um táxi e seguiu na direção contrária a sua casa, sem se perdoar. E ele ? Continuo fazendo o que fazia, saindo com seus amigos, garotas, viveu cada segundo, e recebeu a notícia da morte dela, dias depois, só então entendeu que ela já estava pronta pra morrer, e ela simplesmente não queria que ele passasse por isso, não queria que ele a visse daquela maneira, e a partir daquele momento, passou a enxergar a vida de um jeito maravilhoso, e passou a admirá-la mais do que já havia admirado alguém antes.

    (baseado no filme " sweet November").

Nenhum comentário:

Postar um comentário